Blog

Provence: Sul da França inspira os sentidos e a arte

A região do Sul da França oferece passeios cinematográficos pelos seus campos de lavanda, ruazinhas de pedra, sabores envolventes, feiras coloridas e praias de água cristalina. Banhada pelo Mar Mediterrâneo, Provence faz fronteira com a Itália sendo famosa pelos seus queijos e vinhos. Que tal embarcar em uma viagem sensorial, própria para inspirar toda arte presente em nosso ser?

1. Visão

Começamos a nossa viagem por nosso sentido mais ágil, a visão. Nos encantamos pelas cores vivas dos campos de lavanda, o maior destaque da região.

Passamos pelos mercados de rua e feiras que vendem de tudo um pouco: alimentos fresquinhos, antiguidades, flores, compotas...os mercados por aqui são uma oportunidade de conhecer a cultura local, modo de viver dos provençais e os feirantes que herdam as tradições de venda da família. A cada metro, um novo sabor é sinestesiado pelo olhar.

 

A graça de Provence está mesmo no seu cotidiano. Andar por suas ruas antigas, feita de pedras dos tempos medievais, é uma viagem no tempo. Os caminhos são estreitos e assemelham-se a labirintos para os desacostumados.

Se você aceita se perder, a experiência conduz a pátios de mansões, às construções de épocas de domínio da Igreja Católica e às fachadas históricas.

A atração imperdível do ponto de vista sensorial da visão (com o bônus da audição) é o “Carrieres de Lumiére”. O show multimídia ocupa uma área de 5000 m² com projeções de imagens dos mais diversos tipos de arte em todos os cantos das cavernas rochosas, incluindo paredes, colunas, chão e teto.

Um show de luzes nas pedras com quadros famosos e mosaicos luminosos. A apresentação dura em média 35 minutos e é possível contemplar cerca de 3000 imagens.

 

Os cenários de Provence foram imortalizados nas obras do pintor Vincent Van Gogh. Nessa sequência do filme “Sonhos”, de Akira Kurosawa (1990), o protagonista passeia por entre os locais das telas de Van Gogh.

Se ainda faltava inspiração para esse passeio, com certeza agora ela se completa... Dá uma olhada nas cenas abaixo e seja você esse protagonista também!

https://youtu.be/3OTj5Qv153U

2. Olfato

Alternando entre os campos de lavanda e seus perfumes, temos também os campos de alecrim e tomilho. As ervas aromáticas e especiarias são típicas da região. Tamanho perfume inspiraram a marca de cosméticos L’Occitane, reconhecida internacionalmente.

Na Provence podemos conhecer o procedimento do pé ao vidrinho de perfume. Quais são os melhores ingredientes para fabricar um perfume? Quais devem ser procedências e propriedades ideais? Aqui a oportunidade é descobrir como cuidar melhor do nosso corpo por entre os cheiros dos óleos essenciais.

3. Audição

Há três principais pontos que nos despertam interesse: A música lírica em Aix-en-Provence, os músicos das feiras provençais que se apresentam entre uma barraca e outra e o charme da língua francesa.

As apresentações musicais em Aix-en-Provence são guiadas por óperas e concertos de orquestra, câmara, vocal e de música solo instrumental. O mais inspirador são os locais em que ocorrem as apresentações como catedrais, auditório e teatros.

Os músicos de rua nos encantam de surpresa. Como as feiras são um passeio turístico, além dos aromas e sabores, também se conhece canções locais que ganham ainda mais charme pela pronúncia delicada do francês.

4. Paladar

A região de Provence é conhecida pelos seus queijos e vinhos e leva o codinome  de “Cuisine du Soleil” (cozinha do sol) porque sua gastronomia se baseia em produtos colhidos na época de verão.  A culinária com um pézinho na cultura mediterrânea, francesa e italiana combina um misto de sabores.

Entre doces e salgados, os pratos mais conhecidos são o cozido “Ratatouille” feito com abobrinhas, pimentão e berinjela e os docinhos “Calissons” preparados com uma massa fina de amêndoas (muito produzidas na região), melão confit, água de flor de laranjeira e glacê.

Entre as curiosidades de sabores locais estão os vindos da lavanda preparada em sorvete e crème brûlée. Que tal testar algumas receitas típicas da França em casa e ir acostumando o paladar? Aprenda aqui.

 

5. Tato

Exploramos nosso tato através de todo o nosso corpo. Colocamo-nos em movimento na Provence pelos mais diversos meios: bicicletas, caiaque, barco e a caminhada.

Por bicicleta conheceremos os campos de alfazemas. Por caiaque conheceremos os rios. De barco visitaremos um local paradisíaco que mal acreditaríamos que fica na França. Um antigo porto pesqueiro fincado entre encostas calcárias e águas cristalinas compondo os “calanques”.

Essas formações naturais estão a beira do Mar Mediterrâneo e formam cânions e pequenas praias. O Parque Nacional das Calanques existe desde 2012 e é o único parque europeu que abrange áreas terrestres, marinhas e semi-urbanas.

Andando visitaremos a mais representativa imagem de Marseille: a Basílica de Notre-Dame de La Garde, que data do século XIX, localizada no topo de um colina. Local onde podemos integrar vários sentidos para desfrutar da paisagem.

Viaje com a Freeway

Como você pode ver, nós adoramos esse lugar e queremos muito que você viva tudo isso com a gente. Vamos?

Temos duas propostas. A primeira é aproveitar os estímulos sensoriais para você expressar seu lado artístico. Que tal colocar em cores de aquarela os registros da viagem. Confira o nosso roteiro preparado com a Mary Porto: https://www.freeway.tur.br/pintando-na-provence-com-mary-porto/

A nossa segunda sugestão de viagem é exatamente experenciar os 5 sentidos para integrar todos eles pelas paisagens do Sul da França: http://www.freeway.tur.br/provence-5-sentidos-com-lavandas