Depoimentos - Fernando de Noronha voltar para depoimentos

Lina Satiko Naito

15/02/2016 - Patrícia,
 
Boa tarde!
 
Concluímos a viagem e o que temos a dizer é que foi muito proveitosa, diga-se maravilhosa!
Adoramos ver as tartarugas, arraias e tubarões (cação), além de outros peixes.
Foi interessante também conhecer um pouco da história de Fernando de Noronha.
Passeios de barco e brincar de snorkel foram também muito bons.
Estes passeios são a Ilha Tour (por nossa conta), o passeio de Barco e a Caminhada Histórica.
A acolhida do pessoal da Pousada Pedras Secas também foi excelente!
...e adoramos também outros passeios que fizemos no porto, onde mais parece um aquário do que porto.
 
Porto de Galinhas também foi interessante. Contratamos um tour pelas praias de Porto de Galinhas, um passeio de Jangada para ver os peixinhos nos corais e um passeio de barco visitando a praia das argilas medicinais, a paisagem da costa e no retorno, visitamos uma piscina natural nos corais.
Ainda na praia do Hotel Ocaporã, próximo ao Hotel Pontal do Cupê, bem próximo à praia pude ver mais peixinhos, onde observei outros animais marinhos como o pepino do mar e um molusco que eu nunca tinha visto: parecia um caramujo mas onde normalmente se vê uma "casinha" era o próprio molusco que ao entrar num buraco dos corais ficou parecendo uma flor com a mesma cor das algas. Foi muito interessante.
 
João Pessoa, também foi muito boa. Embora o Hotel Verde Green tenha mais a "cara" de Hotel para viajantes à trabalho, os empregados do Hotel nos deixaram à vontade. Gostamos muito da acolhida.
As praias de João de Pessoa e Região foram diferentes das que já conhecíamos, apresentando uma beleza própria. Além dos passeios programados, visitamos a areia vermelha, passeio muito proveitoso, no mesmo dia em que fizemos o litoral norte, passeio este sugerido pelo guia Sr. Fernando.
O Peixe Boi foi muito simpático, pois parecia entender o que o barco foi fazer em seu território e muito amavelmente se aproximou de nós e parecia brincar conosco: foi como se ele dissesse "vocês vieram me ver? Estou aqui. Vamos brincar de esconder? Passava por baixo do barco e tínhamos que procurá-lo por todos os lados, pois não tinha como saber por qual lado ele teria saído. Fez isto várias vezes.
Foi cultural passar pela reserva indígena. No entanto, observamos que estão quase totalmente integrados à nossa cultura.
Visitamos ainda um banco de areia onde o pessoal local "cata" mariscos na maré baixa. Visita proposta pelo Sr. Marivaldo da Mais Brasil. Lá aprendemos a catar marisco também. A família que lá estava foi muito simpática em nos ensinar.
O por do sol na praia do Jacaré foi bonito, embora o tempo estivesse nublado. 
Quanto ao bolero de ravel, creio que não tenhamos a assistido do modo mais proveitoso, pois acabamos por assisti-la da beira do rio, onde havia muito barulho. Houve um engano na programação e não notamos que estava previsto um passeio de catamarã com sua conclusão assistindo da embarcação tanto o bolero quanto ao por do sol. Pelo ocorrido, Marivaldo nos reembolsou o catamarã da areia vermelha. Quem sabe isto não tenha acontecido para retornarmos à João Pessoa?
 
Agradeço o trabalho da Freeway em proporcionar mais esta viagem maravilhosa e até a próxima!
 
Lina Satiko Naito